Em nota, ONU chama PEC da Morte de “medida radical” que “viola obrigações do Brasil”